OIA - Organización Internacional Agropecuaria | Servicio Internacional de Certificación
OIA - Organización Internacional Agropecuaria | Servicio Internacional de Certificación OIA - Organización Internacional Agropecuaria | Servicio Internacional de Certificación

Cosmética

O Programa de Certificação Cosmética Natural e Cosmética elaborada com ingredientes orgânicos garante que a origem dos ingredientes utilizados nos produtos cosméticos seja realmente natural e/ou orgânica. Quer dizer, que sejam insumos obtidos a partir de um sistema produtivo sustentável, mediante o uso racional dos recursos naturais.

Muitos dos cosméticos que são rotulados como “naturais” contêm em realidade ingredientes nocivos para a saúde; como aqueles derivados do petróleo, silicones e óleos minerais, entre outros. É um grande desafio para as empresas cosméticas encontrar ingredientes efetivos que sejam naturais e/ou orgânicos para suas novas fórmulas.

Dentro do Programa de Certificação, a OIA oferece duas alternativas:
  1. Cosmética Natural: Os ingredientes utilizados devem ser orgânicos ou naturais. Implica como máximo 5% de ingredientes sintéticos permitidos para conservantes e ajudas de processo.
  2. Cosmética elaborada com ingredientes orgânicos: Os ingredientes utilizados devem ser orgânicos.

Quais são as vantagens?
A OIA, como certificadora acreditada e habilitada, garante a qualidade dos produtos cosméticos naturais e elaborados com ingredientes orgânicos, sendo assim um elo de confiança entre o elaborador e o consumidor.

Além da segurança e do compromisso com o meio ambiente, a certificação oferece um valor agregado ao produto cosmético, posicionando-o como altamente competitivo no mercado.

Como é o processo de certificação para Cosmética?
  1. O processo começa quando o elaborador se reúne com a OIA para apresentar o projeto a ser certificado. Ele é analisado, nesta primeira etapa, selecionando as normas sob as quais será iniciado o processo de certificação.
  2. Diante da solicitação de certificação e assinatura de contrato, é realizado o intercâmbio de documentação e informação requerida pelo Programa entre o cliente e a OIA.
  3. Depois de realizar a inspeção, prepara-se um relatório do qual podem, ou não, surgir não-conformidades. O cliente está certificado depois de um relatório positivo com ausência de não-conformidades.
  4. Finalmente, é reiniciado o ciclo para a supervisão.